Florença


Onde as histórias dos viajantes novos e antigos se misturam

A cidade de Florença tem uma longa história de hospitalidade para os que chegam à capital Toscana em vários períodos distintos, o que tem ajudado a fazê-la no que é hoje.
Investigar a história de inúmeras áreas migrantes significa olhar para a cidade de um ponto de vista diferente e empolgante. Não significa apenas procurar a história da Basílica de Santa Maria del Fiore e Ponte Cecchio, significa também trazer à luz os traços de uma história menor cujas personagens principais são os russos, os polacos, os anglo-saxões, os franceses, os judeus, os suíços, os alemães e também especialmente, nos últimos anos, os iranianos, os eritreus e muitos outros
Imagens marcantes são os locais de culto como a sinagoga, a igreja russa ortodoxa, a igreja evangélica, os institutos culturais, os pontos de encontro, do Café Paszkowski e do Gabinetto Viesseux às lojas e negócios locais ao longo das áreas da Estação de Santa Maria Novella e do Mercado em San Lorenzo.
Esta cidade dinâmica foi aberta para o mundo no passado e ainda o é hoje, graças ao envolvimento das muitas associações voluntárias responsáveis pela hospitalidade e promoção das competências dos cidadãos estrangeiros que vivem na cidade.

Desde 2010, Oxfam Itália tem sido um dos promotores da iniciativa Cidade Migrante com Viaggi e ACRA. Baseado nos estudos de viabilidade feitos nos últimos anos, a Oxfam Itália, desde 2013, tem a capacidade de oferecer visitas feitas pelos guias interculturais na Florença migrante. O primeiro passeio começa na Praça de Santa Maria Novella, perto da estação de comboios, traçando o caminho dos viajantes do Gran Tour do século XIX que está intimamente ligado à história atual dos migrantes na via Palazzuolo, uma rua famosa pelos pequenos negócios dirigidos por pessoas da Nigéria, Balcãs, India, Marrocos, África e artesãos, restaurantes tradicionais florentinos, associações de apoio ao imigrante, etc.

Tour

Piazza Santa Maria Novella: sulle tracce dei viaggiatori di fine ottocento
Alla scoperta del “Circolo virtuoso di Sant'Ambrogio”
Mercato Centrale di San Lorenzo

Contactos